Amanhã (22/02) o saldo do 13º salário dos trabalhadores(as) da FUABC/Cosam que ganham até R$ 2.000,00 (o que contempla a quase totalidade dos representados pelo SindSaúde ABC) estará depositado na conta de cada um. Com a renovação do contrato entre a Fundação do ABC e a Prefeitura de Mauá, será implementada uma gestão mais humanizada e com mais diálogo entre a chefia e os trabalhadores, principalmente o setor de RH. A renovação do acordo implica também em um plano para pagamento dos demitidos desde o final do ano passado, que até hoje não receberam seus direitos.

Este é, em resumo, o resultado da audiência entre a comissão de funcionários da FUABC, Sindicato e o prefeito de Mauá, Átila Jacomussi, realizada na manhã desta quarta-feira (21/02), no gabinete do chefe do Executivo.

Mobilização – Para o presidente do SindSaúde ABC, Almir Rogério Mizito, presente ao encontro, os trabalhadores de Maúa estão de parabéns. “Valeu a mobilização e o empenho de todos; tivemos um resultado positivo”, afirmou o dirigente, acrescentando que, mesmo assim, o Sindicato continuará atento e chamará os trabalhadores para a luta se as promessas não forem cumpridas.

Dissídio – Mizito aproveitou para convocar os trabalhadores da Fundação do ABC não só de Mauá, como de todos os demais municípios, a participarem da assembleia na sede do Sindicato, na próxima sexta-feira (23/02), às 19h30. “O Sindicato está empenhado na resolução do dissídio desses trabalhadores, que estão sem reajuste desde 2016. Nosso advogado estará presente na assembleia para dar informações sobre o andamento do processo”, concluiu.

Do lado do Sindicato, também compuseram a comissão os diretores Marcos Jardim (Hospital Nardini), Maria Auxiliadora (UPA, UBSs, CAPS etc.), Cícero Costa, Joana D’Arc e Claudio dos Santos (Mancha).

#UnidosSomosMaisFortes #SindSaúdeABCNaLuta