Reajuste de 3,5% retroativo a dezembro/17, incidente sobre todas as cláusulas econômicas, pagamento de PRO (Participação nos Resultados Operacionais), estabilidade às vésperas da aposentadoria e outros benefícios foram aprovados pelos trabalhadores(as) do Hospital Beneficência Portuguesa de Santo André em assembleia na última sexta-feira.

O acordo foi negociado pelo SindSaúde ABC e a direção do hospital e terá vigência até dezembro de 2019. A assembleia foi realizada em três horários: às 7h, às 15h e às 19h no auditório do hospital e conduzida pelo presidente do SindSaúde ABC, Almir Rogério, o Mizito, com acompanhamento do gerente de RH do hospital, Reinaldo Ramos Gimenes. 

O documento, que já está assinado, tem valor legal e é desatrelado da Convenção Coletiva com o Sindhosfil (sindicato patronal). “Os trabalhadores do Beneficência Portuguesa estão de parabéns. Este é um ótimo acordo, com reajuste acima da inflação e PRO, sem falar nas cláusulas sociais, que a maioria dos patrões está querendo retirar”, disse o presidente do Sindicato, ao lembrar que a categoria está em campanha Salarial e até agora não houve uma proposta patronal decente.

Mizito também parabenizou os trabalhadores não sócios do Sindicato, que assinaram a autorização do desconto da contribuição negocial em favor da entidade: “Eles entenderam que essa é a única maneira de garantir o recebimento dos benefícios econômicos e sociais previstos no acordo coletivo”, afirmou o dirigente.